Recall

Certas manhãs e fins de noite
Vem-me, sem pedir, um pranto
Tenho o peito seco
E me permito ter,
Ali na gaveta da memória,
(Justo para essas horas)
Os contornos – e os detalhes das ranhuras dos lábios – de um rosto novo

Quando escorrego
Vou com o corpo todo
Lembro o que já tive
A mágoa que deixei
A falta de meus pais
De minha irmã e meu cachorro
Vem-me, sem pesar, um pranto
Vem pra aliviar
Sai sem dizer nada

Tudo é caco ao meu redor
Entrego a quem quiser o manche
Não sei mais onde é que eu ía
Firo pé no próprio estrago
Firmo o pé e paro

Sonho, sangue e solidão
A minha moléstia é dessas sem jeito
Meu caso à parte,
Tem uma porção de gente dando defeito
Daí, entre um domingo e outro, eu penso
Por que não chamar-nos a um recall?
Cansei de carregar pedra no peito
Com 25, eu já cumpri a pena máxima
Quero a carta d’alforria de mim mesmo
Reservo um tempo
Devo redigir essa carta
Devo detalhar seus termos
Devo ser a parte e a testemunha
Devo, por fim, assiná-la

Brasília, 25 de setembro de 2012

Tem início a primavera. A chuva trouxe o riso para o Cerrado. Estou mal apenas porque essa é a minha constante. Mas pensei, quem sabe é tempo de mudar? Ensaiar um ser compreensivo em meus defeitos. O que é sensivelmente diferente de seguir tranquilo não pensando os feitos. Sim, tudo é normal. Tudo é da lei. Parece claro e quase óbvio o que há e com o que romper. Mas, atenção para isto: que valor havemos de salvar à fúria da investida? Farei agora um movimento de retorno. Revolverei a ruína. Regularei meu apetite pelo novo. Remeterei esta carta convocatória aos nove cantos e às migalhas de mim que arremessei aos pombos. Eis para onde vai a vida deste porto. Eis os derradeiros dias para o cão parceiro de partilhas de corso. Eis a sala incinerada de cinema que trará-me o velho novo frio na barriga. Eis a sandália com que pisarei o vidro e a piçarra. Eis a redação da carta do amor que nunca dispensei a mim. Eis o recomeço. Eis também um fim.

Anúncios

2 thoughts on “Recall

  1. porra mermão se ligue ae… a beleza da melancolia é coisa de lord byron! A moda agora é namorar pelado!
    =)
    fique de boua!
    (muito bem escrito, pra variar…)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s